As chaminés das casas de Santa Maria

São casas únicas e que facilmente se destacam pela cor branca no meio das encostas verdejantes da ilha de Santa Maria. A arquitetura das casas é singular e resultam da influência dos povoadores oriundos do Algarve, Alentejo e Beiras. Há uma matriz comum a muitas habitações que as identificam como a casa típica mariense. São … Continue a ler As chaminés das casas de Santa Maria

As adegas do Pico e a casa do Ramo Grande

As adegas do Pico são casas rudimentares com o basalto cru e mobiliário básico. A casa do Ramo Grande, na ilha Terceira, pertencia a lavradores abastados. As adegas são uma construção típica da ilha do Pico. Têm esse nome porque no rés do chão funciona a adega mas há também construções que servem para habitação … Continue a ler As adegas do Pico e a casa do Ramo Grande

Chocalhar com os Caretos de Podence

O Entrudo em Podence não é um carnaval qualquer. Em primeiro lugar é o carnaval chocalheiro. A festa é dos caretos e estão registados na lista nacional do Património Imaterial e na UNESCO deu entrada uma candidatura para salvaguarda como Património da Humanidade. Independentemente do reconhecimento internacional no Nordeste transmontano todos conhecem o grupo Caretos … Continue a ler Chocalhar com os Caretos de Podence

Melo: a aldeia eterna de Vergílio Ferreira

Melo pertence ao concelho de Gouveia fica numa encosta da Serra da Estrela e é uma das aldeias mais referidas na literatura portuguesa pela escrita de Vergílio Ferreira que lhe chamou a aldeia eterna. Vergílio Ferreira nasceu aqui e apesar de ter permanecido poucos anos as vivências em Melo são várias vezes pretexto para referências … Continue a ler Melo: a aldeia eterna de Vergílio Ferreira