Quinta-feira é dia de ir a Idanha-a-Velha

O melhor dia para visitar Idanha-a-Velha é quinta-feira. É o dia em que vai o homem da fruta e também o vendedor de peixe. Em redor do pelourinho juntam-se algumas pessoas, dos cerca de meia centena de residentes. Aguardam os comerciantes e ajudam a passar o tempo. Foi assim que conheci Albertina Mendes, que passou…

Ler Mais

Algodres tem um pelourinho “com uma altura que é uma coisa maluca”

Os relatos de viagens estão cheios de hipérboles e uma das inspirações é em Algodres. Estamos a 700 metros de altitude, no topo de uma encosta, e o miradouro do alto da vila é uma das varandas com melhor vista para a serra da Estrela.O granito domina no casario. Na construção das casas e nos…

Ler Mais

Pedrógão Pequeno e o pelourinho desastrado

Pedrógão Pequeno faz parte das Aldeias de Xisto mas as casas estão rebocadas de branco. O mais visível é o granito nas cantarias das portas e janelas. O centro histórico está preservado, com o casario a manter a traça original e as ruas de pedra, estreitas a sinalizarem o ritmo da caminhada. Muitas casas foram…

Ler Mais

A picagem das armas dos condes de Atouguia

O 11º e último Conde de Atouguia foi supliciado em Lisboa em 13 de Janeiro de 1759. Estava acusado de cumplicidade na tentativa de homicídio do rei D. José. O “azar dos Távoras” de Jerónimo de Ataíde é que era casado com Mariana Bernarda de Távora, filha dos marqueses de Távora, uma linhagem que foi…

Ler Mais

A “Torre de Pisa” na Igreja de Foz Côa

Com algum carinho dizem que o interior da igreja Matriz de Vila Nova de Foz Côa os pilares têm um difícil equilíbrio como a torre de Pisa.

Ler Mais