Fajão da serra do Açor

Fajão tem o encanto de muitas outras aldeias de xisto e não tem o inconveniente de excesso de visitantes no Verão. Um dos motivos é porque está escondida na serra do Açor, a meio caminho entre Pampilhosa da Serra, a sede de concelho, e Arganil. O próprio acesso a Fajão já merece uma viagem. Por…

Ler Mais

Com esta praia fluvial até o Castelo fica Novo

Surpresa!. Nada faz esperar uma praia fluvial, um curso de água fluido em pleno verão e um ambiente de lazer e fresco, perante a aridez da serra. A praia fluvial Castelo Novo é um oásis na serra da Gardunha. Quando nos aproximamos de Castelo Novo sentimos a secura da serra. A Penha e um manto…

Ler Mais

Um Poço Azul e de encantos naturais em São Pedro do Sul

O Poço Azul é uma obra inacabada da Natureza. É um refúgio em construção há milhares de anos e que está em permanente evolução.Fica perto de Sobrosa, no concelho de São Pedro do Sul. A ribeira da Landeiras na ânsia de se juntar ao rio Vouga, passa por caminhos estreitos, selvagens, ultrapassa rochas graníticas, vai…

Ler Mais

Algodres tem um pelourinho “com uma altura que é uma coisa maluca”

Os relatos de viagens estão cheios de hipérboles e uma das inspirações é em Algodres. Estamos a 700 metros de altitude, no topo de uma encosta, e o miradouro do alto da vila é uma das varandas com melhor vista para a serra da Estrela.O granito domina no casario. Na construção das casas e nos…

Ler Mais

Vide está no melhor de dois mundos

Vide é um breve ponto de passagem entre as serras do Açor e da Estrela e faz também a ligação entre os vales e alguns dos lugares mais altos de Portugal. Conjuga ainda a natureza do xisto com a montanha de granito. Está no melhor de dois mundos. O elo de ligação é uma bonita…

Ler Mais

A sedução das cerejas

Esta é a época das cerejas. Vai, o mais tardar, até Agosto. Mas, este ano, não tem sido um processo fácil. O tempo não ajudou na produção e a pandemia dificulta o escoamento da pouca que, em algumas zonas, se salvou da intempérie do final de Maio. Um contexto que reforça uma atitude solidária e…

Ler Mais

O entrudo nas aldeias de xisto de Góis

Este Domingo, a partir das 8h, começa a Corrida do Entrudo em quatro aldeias de xisto do concelho de Góis. O ponto de encontro é na Aigra Nova onde a Lousitânea tem a sede e um ecomuseu. A Lousitânea, Liga de Amigos da Serra da Lousã, é quem organiza a Corrida do Entrudo que há…

Ler Mais

O Cabo Espichel e o santuário do mar

O Cabo Espichel é um dos lugares mais procurados do Parque da Serra da Arrábida porque agrega tudo: monumentalidade, paisagem deslumbrante, isolamento e mistério e património civil e religioso. As marcas da ocupação humana tornam-se mais ténues e raras, como se esta se degradasse antes de atingir os limites impostos pela Natureza: casais isolados, povoaçõs…

Ler Mais

Cantar as janeiras na serra do Caldeirão e o presépio em cortiça de Cortelha

Andar em Janeiro ao final do dia a calcorrear a serra do Caldeirão não é fácil devido ao frio. O que vale ao grupo das janeiras é que existe o hábito de oferecer doces, aguardente de medronho ou um cálice de vinho do Porto.

Ler Mais

Traje de pastor da serra da Estrela

O burel reinventou-se e conquistou lugar na passerelle da moda.

Ler Mais

Chãs d’Égua e de gravuras rupestres

Uma caminhada na Serra do Açor com vista para gravuras com quase cinco mil anos é a proposta do Centro Interpretativo de Arte Rupestre em Chãs d’Égua, próximo do Piódão.

Ler Mais

Foia – a varanda do Barlavento Algarvio

A Foia, no alto da serra de Monchique, é a varanda do Barlavento Algarvio. Com boas condições atmosféricas consegue-se ver a linha costeira de Portimão e Sagres.

Ler Mais

O frio e o vento de fé no alto de Montejunto

O topo da serra de Montejunto exerceu um grande fascínio junto das comunidades religiosas e ainda hoje é lugar de fé com duas romarias. Uma delas é das mais conhecidas, à Capela da Nossa Senhora das Neves. A capela fica próximo do topo da serra, a 600 metros de altitude. Não há certezas quanto à…

Ler Mais

Descobrir a paisagem, a capuchinha e o teatro na serra de Montemuro

O propósito é descobrir a enigmática serra de Montemuro através de trilhos que nos levam também a aldeias onde se fazem festivais de teatro. A serra de Montemuro chega aos 1.380 metros de altitude e funciona como uma pirâmide que separa o litoral do interior e o Norte do Centro de Portugal Continental. É granítica,…

Ler Mais

Aldeia das Dez vistas para as serras da Estrela e do Açor

A Aldeia das Dez fica na serra do Açor, no concelho de Oliveira do Hospital e faz parte da rede das Aldeias de Xisto. No entanto, quando se chega à povoação pensamos que deve haver engano porque, com excepção da antiga cabine telefónica, as construções são de granito. Fernando Mendes tem um café e um mini-mercado…

Ler Mais

Aigra Nova – leve uma cenoura e prove uma gamelinha

Aigra Nova é uma das aldeias de xisto do concelho de Góis mais bem preservada e com mais pontos de interesse para os visitantes.Isso deve-se, em grande parte, a uma associação sem fins lucrativos que procura conservar e valorizar o património local, a Lousitânea, Liga de Amigos da Serra da Lousã. Foi criada em 2001…

Ler Mais

Aigra Velha e enigmática

Aigra Velha é muito pequena, tem meia dúzia de casas, mas é das mais enigmáticas e interessantes entre as várias aldeias de xisto desta parte da serra da Lousã. A maior parte das casas são térreas com portas de madeira e algumas guardavam animais. Ouviam-se cabras numa das casas e noutra um cão fazia imenso…

Ler Mais

Comareira – a dona Céu já não mora aqui

Maria do Céu e a filha nasceram e viveram muitos anos na Comareira.  Agora não, foram embora. No presente, Comareira não tem qualquer habitante durante a noite. Episodicamente alguns turistas pernoitam numa das casas de xisto que foi recuperada. Há uma outra casa que dá sinais de estar habitada, tem horta ao lado e animais.…

Ler Mais

Ferraria de São João é exemplo

Ferraria de São João é uma pequena aldeia de xisto no alto de uma encosta da Serra da Lousã. Tem poucas ruas é pequena e as casas são quase todas de pedra. Algumas estão rebocadas de branco outras apenas parcialmente. O primeiro piso está com reboco, o rés do chão tem pedra à vista e…

Ler Mais

A fama e o merecido proveito do Talasnal

Antes de conhecer Talasnal tem primeiro de o ver no contexto da serra. Há um miradouro na estrada que quebra a vegetação luxuriante só para nos oferecer uma visão de conjunto de uma das aldeias de xisto com mais sucesso. Nas palavras de Luis Antunes, Presidente da Câmara da Lousã, o Talasnal apresenta uma grande…

Ler Mais

Casal Novo em xisto velho e Chiqueiro com pastor

Casal Novo e Chiqueiro são duas pequenas aldeias de xisto da serra da Lousã. Estão relativamente próximas no alto de uma encosta e têm ainda em comum outras características que as distinguem das restantes. Nas palavras do presidente da Câmara da Lousã, Luis Antunes, enquanto Talasnal, Cerdeira e Candal têm uma forte componente turística, Casal Novo e…

Ler Mais

O xisto amarelo e genuíno de Gondramaz

Gondramaz é uma pequena aldeia de xisto a meio de encosta da serra da Lousã. Foi toda renovada e está rodeada de árvores. Encanta os visitantes devido à sua simplicidade. Na verdade é uma rua rodeada de casas pequenas que desce a serra e por vezes se desdobra em pequenas ruelas. O caminho termina com um…

Ler Mais

Piódão só é Presépio em época baixa

A Aldeia Presépio perdeu algum do seu encanto porque as ruas estão cheias de visitantes. O espírito de uma aldeia isolada, histórica, inserida num belo contexto paisagístico na serra do Açor foi fortemente condicionado por hordas de turistas. De todas as aldeias de xisto, o Piódão foi, talvez, a que teve mais sucesso e isso também…

Ler Mais

Pare, Escute e Olhe. Vai passar o Rail Bike

Um passeio numa antiga linha de comboio entre Marvão e Castelo de Vide num “comboio” movido a pedais e onde se descobrem bonitas paisagens do Parque Natural da Serra de S. Mamede.

Ler Mais

Um Alentejo diferente na serra de S. Mamede

em parece que estamos no Alentejo. A serra de S. Mamede rompe com a planície e o amarelo das searas dá lugar ao verde de florestas de castanheiros, carvalhos e em alguns lugares até encontramos cerejeiras. Outra diferença é a presença destacada de blocos quartziticos no topo de algumas elevações. O ponto mais alto é…

Ler Mais

“Salvemos o lince e a serra da Malcata”

A Malcata deve ser a serra mais enganadora que existe em Portugal.Tem uma Reserva Natural cujo símbolo é o lince ibérico mas, talvez há mais de meio século, que não anda nenhum por aqui. Acabaram as zonas agrícolas, foram substituídas por pinhais e mato e o lince deixou de ter presas para caçar.As pessoas que vivem…

Ler Mais

A represa natural da Louçainha

A praia fluvial da Louçainha está escondida no meio da serra e a mão humana limitou-se a adaptar o que a natureza já fazia com duas represas naturais.

Ler Mais

As portas e a piscina de Foz do Cobrão

Foz do Cobrão tem uma praia fluvial muito bonita. Com mais rigor é uma piscina natural.

Ler Mais

Um café no Casino do Luso e um passeio ao Bussaco

Nas tardes amenas e primaveris algumas famílias da Bairrada vão ao Luso tomar um café ou um chá e dar um pequeno passeio nas ruas dos chalés. O charme do Luso não é o mesmo de meados do século passado com os espetáculos na sala do Casino, mas mantém muitos encantos, mesmo fora da época…

Ler Mais

Bordar com casca de castanha

A utilização da casca de castanha em bordados já tem alguma tradição. Há quadros no museu de Marvão que são do século XIX que o provam.As cascas são justapostas ao linho através de linhas e produzem um efeito decorativo invulgar.As cascas são usadas nos dois lados e por vezes sobrepostas. Deste modo consegue-se um efeito…

Ler Mais