A vista soberba do miradouro de N. Senhora do Viso

O santuário de Nossa Senhora do Viso, no concelho de Foz Côa, tem uma vista soberba. O horizonte alcança uma parte significativa da região do Douro e desce até à região da Guarda. Outros miradouros parecem insignificantes comparados com a da Senhora do Viso. Próximo do céu e das divindades os nossos antepassados construíram templos…

Ler Mais

O miradouro Casal de Loivos é a varanda de Pinhão

Do miradouro Casal de Loivos contemplamos o vale, Pinhão, o Douro e a vinha a abraçar os montes em forma de cone do outro lado da margem do rio. A par do miradouro da Quinta das Carvalhas, que fica do outro lado do rio Douro, Casal de Loivos oferece uma das mais bonitas vistas do…

Ler Mais

Miradouro de Frei Estevão e da N222

O miradouro de Frei Estevão é um ponto de paragem obrigatório na Nacional 222 em Ervedosa do Douro. O miradouro fica mesmo ao lado da rodovia que namora o rio. É parar e ver de imediato um dos cenários mais bonitos do Douro e que ilustra o motivo porque toda esta área foi classificada pela Unesco…

Ler Mais

Museu do Vinho de S. João da Pesqueira é o miradouro do Douro Vinhateiro

“No Douro, em encostas que até aí só davam mato bravio, começou, no século XVII, a levantar-se a escadaria de geios ou socalcos destinados a suster a terra, em parte criada com a rocha moída e cabazadas de estrume – a mais vasta e imponente obra humana do território português.” Portugal, o Mediterrâneo e o…

Ler Mais

Alcobaça tem o maior museu do vinho em Portugal

Vinho, Saúde, Alegria, são as palavras pintadas numa dorna de madeira sobre um carro de bois, um conjunto que há muitos anos fazia o transporte de uvas para a produção de vinho. Estão próximo da entrada do Museu do Vinho de Alcobaça e, de certa forma, revelam a importância do vinho a nível nacional –…

Ler Mais

Ericeira, “depois Olhão, é esta terra mais asseada de Portugal”

A Ericeira tem cerca de uma dezena de praias e para todos os gostos. Umas protegidas por arribas e formam anfiteatros naturais. Outras em enseadas. A maioria a fazer frente ao impetuoso vento marítimo e, por vezes, a serrar o mar, como diz José Manuel Lourenço, homem do mar, natural da Ericeira e gosta de…

Ler Mais

Paço de Arcos – “a praia aristocrática dos subúrbios de Lisboa”

Há pouco mais de um século Paço de Arcos era uma das praias mais famosas da região de Lisboa. Em 1876 Ramalho Ortigão relatou que era “a praia aristocrática dos subúrbios de Lisboa”, embora se interrogasse sobre a aplicação em Portugal do conceito de aristocracia.Não foi o único a enaltecer a praia que, para outros,…

Ler Mais

Faia Brava, selvagem e livre no vale do Côa

Uma manada de cavalos garranos refresca-se num pequeno lago. São cavalos selvagens com um vasto território de mais de mil hectares da reserva da Faia Brava por onde andam livremente. Só o macho andava um pouco mais distante. Os restantes pastavam junto à berma da lagoa. Um potro ganhava agilidade no meio da água mas…

Ler Mais

No Jardim Zoológico para descobrir os elefantes e rinocerontes que desfilavam em Lisboa

Faz agora 500 anos que um rei gostava de desfilar em Lisboa com vários animais, entre eles, elefantes e rinocerontes. Era um jardim zoológico ambulante. Segundo alguns relatos, o zoo saía apenas algumas vezes à rua, com muita pompa e circunstância. A iniciativa era do rei D. Manuel I que se fazia acompanhar nas ruas…

Ler Mais

O deslumbrante voo do Açor na rota das Aldeias do Xisto

São cinco as Aldeias de Xisto na serra do Açor. Vila Cova de Alva, Benfeita, Fajão, Sobral de S. Miguel e Aldeia das Dez. No entanto, a aldeia mais associada ao xisto é Piódão. Pertence à rede de Aldeias Históricas e terá conquistado o lugar por razões políticas. Independentemente das organizações a que pertencem, o…

Ler Mais

Outros que trabalhem porque hoje vou para a Praia do Valeiro do Barco

Dá imenso gozo aproveitar a frescura da água do rio Alva ou uma sombra do parque que rodeia a praia fluvial e ver a rotina do mundo a passar na ponte. Essencialmente o vaivém de carros na ligação rodoviária a Arganil que fica a cerca de 3 km.A praia fluvial faz parte de uma zona…

Ler Mais

Quem quer casar com o Rei D. Sebastião?

A imagem do rei D. Sebastião acompanhado de um cão é, sem dúvida, um dos retratos mais conhecidos em Portugal. Tem igualmente uma forte carga mitológica associada ao “desejado”.Mas, quando foi feito o retrato, sete anos antes da morte de D. Sebastião em Alcácer Quibir, em 4 de Agosto de 1578, o objetivo era outro.…

Ler Mais

Um mergulho nos Olhos da Fervença em Cantanhede

Vamos à nascente dar um mergulho. A praia fluvial dos Olhos da Fervença fica mesmo ao lado da estação elevatória que abastece o concelho de Cantanhede. A água corre depois por um leito estreito e, de seguida, dá corpo a uma enorme piscina.A Praia Fluvial dos Olhos da Fervenca tem o piso em areia e…

Ler Mais

Meitriz e a praia fluvial de Além Barco nas terras de ninguém de Arouca

Ponto prévio: é preciso esquecer mapas, gps… e confiar na estrada, que nos vai levar a algum lado. Estamos nos confins de serras e lugares sem gente e o importante é desfrutar do devir, da paisagem selvagem.Percorrem-se quilómetros sem se ver gente, sem carros, a vista está despoluída. Somos esmagados pela Natureza.Andamos entre a serra…

Ler Mais

São Xisto, o rio e a vinha: a irmandade do Douro

São Xisto é um encanto. Pela beleza natural, pela obra hercúlea do homem na decoração das montanhas com a vinha e também por ser um recanto junto ao rio Douro. A aldeia de xisto, o rio e a vinha. São a “Santíssima Trindade” do Douro, os elementos que dão corpo a uma das mais notáveis…

Ler Mais

Fajão da serra do Açor

Fajão tem o encanto de muitas outras aldeias de xisto e não tem o inconveniente de excesso de visitantes no Verão. Um dos motivos é porque está escondida na serra do Açor, a meio caminho entre Pampilhosa da Serra, a sede de concelho, e Arganil. O próprio acesso a Fajão já merece uma viagem. Por…

Ler Mais

Berlengas: não há outra praia tão natural e à noite passeia e dorme à luz da lanterna

“Ao mesmo tempo fantasmagóricas e reais, de sonho e de granito, vejo-as sempre como a primeira estação da longa via-sacra que tivemos de percorrer através do grande Oceano. Do alto do seu dorso nu, os Farilhões, que ao longe sucessivamente vão mergulhando e emergindo das ondas, lembram-me irresistivelmente uma frota alinhada e aventureira a caminhar…

Ler Mais

Um banho na praia fluvial mais alta de Portugal – Vale do Rossim, na serra da Estrela

Hoje vamos à praia no alto da serra da Estrela. Em Vale do Rossim, próximo das Penhas Douradas, um dos pontos mais altos de Portugal Continental. E a água não é fria. Estamos a mais de 1.400 metros de altitude em frente de uma enorme lagoa azul que quebra a monotonia dos tons escuros do…

Ler Mais

Uma praia na Foz do Sabor a peixes do rio

A praia fluvial de Foz do Sabor tem tudo para um dia bem passado. Água fresca, sombra, comida tradicional e uma bela paisagem. A aldeia Foz do Sabor é pequena, fica a cerca de uma dezena de quilómetros de Torre de Moncorvo e é conhecida pela gastronomia – os peixes do rio e as migas…

Ler Mais

A melhor praia do Mundo é a de Mira

A praia de Mira é uma das melhores e maiores de Portugal e é a única em todo o Mundo com Bandeira Azul desde a sua atribuição, há mais de 30 anos. Mira é também uma praia com a tradição da arte xávega. Há mais de 30 anos que o imenso areal de mais de…

Ler Mais

Praia Fluvial de Santa Clara numa das maiores albufeiras da Europa

No maior concelho português temos uma das maiores albufeiras da Europa. A grandeza fica completa se acrescentarmos que a barragem de Santa Clara é um reconfortante paraíso na torreira do Verão alentejano. O espelho de água fica no interior do concelho de Odemira, a povoação mais próxima é Santa Clara-a-Velha e toda a área envolvente…

Ler Mais

Praia Fluvial do Gameiro é um dos paraísos no Alentejo

A Praia Fluvial do Gameiro é um paraíso no Alentejo em particular nos dias quentes de Verão. A praia está inserida num parque que oferece lazer e contacto com a natureza praticamente durante todo o ano, mas é no Verão que é mais procurada. O Parque Ecológico do Gameiro é inclusivo e também a praia.…

Ler Mais

Praia fluvial de Valhelhas: a banhos na serra da Estrela

A caminho de Manteigas, numa das entradas da serra e já com a altitude nos 521 metros, vamos refrescar-nos no meio da natureza. A praia fluvial de Valhelhas é das primeiras a tirar proveito da frescura das águas do Zêzere. O rio aqui ainda é jovem. A nascente fica um pouco mais acima, não muito…

Ler Mais

Os segredos de Santa Maria que foi ilha duas vezes

A ilha de Santa Maria tem seis milhões de anos e é a mais velha do arquipélago dos Açores. Na verdade, já foi duas vezes ilha. Na primeira vez tinha a forma de vulcão. Com o fim da actividade vulcânica e com a erosão marítima transformou-se num banco submarino. Neste período desapareceu completamente e houve…

Ler Mais

Temos muito para escavar e descobrir na cidade romana de Ammaia!

Cidade romana de Ammaia, no concelho de Marvão. Terá dois mil anos e está quase toda por descobrir – 25 hectares

Ler Mais

A gruta do Escoural da natureza e de caçadores

A Gruta do Escoural é um dos refúgios da nossa história e um encanto pela beleza natural do calcário que se mostra robusto em algumas partes, noutros cantos os pedaços estão num equilíbrio periclitante e no tempo de chuva revela que é um abrigo com muitas fissuras. O espaço não é muito grande. A gruta…

Ler Mais

Anta Grande do Zambujeiro – alguém se importa de evitar a queda da anta mais alta do mundo!

Anta Grande do Zambujeiro, no concelho de Évora, é a mais alta do mundo.

Ler Mais

O gracioso Cromeleque de Vale Maria do Meio

O Cromeleque de Vale Maria do Meio é um lugar onde podemos sorrir e ficar serenos com a história dos nossos antepassados. Um passado longínquo. Há 7 a 8 mil anos. Alguns dos 34 menires do cromeleque têm um aspeto gracioso, outros são mais pequenos e com formas distintas e na região de Évora até…

Ler Mais

O solstício de Verão no Cromeleque dos Almendres, o maior da Península Ibérica

O Crolmeque dos Almendres, no concelho de Évora, tem 94 menires e é o maior da Peninsula Ibérica.

Ler Mais

Uma Gargantada de aquedutos

O aqueduto da Gargantada “dá nas vistas” à entrada da Amadora mas é obrigatório descobrir o ponto de partida, em Belas. Pelo enredo “hidráulico”. Em primeiro lugar a estrada chama-se das “Águas Livres”. Depois, o roteiro é aparentemente simples, seguir o aqueduto da Gargantada até ao Palácio de Queluz, mas é muito enganador. Encontramos um…

Ler Mais