Algodres tem um pelourinho “com uma altura que é uma coisa maluca”

Os relatos de viagens estão cheios de hipérboles e uma das inspirações é em Algodres. Estamos a 700 metros de altitude, no topo de uma encosta, e o miradouro do alto da vila é uma das varandas com melhor vista para a serra da Estrela.O granito domina no casario. Na construção das casas e nos…

Ler Mais

O charme da Casa da Ínsua com aroma do Brasil

Luis Albuquerque, antigo governador de Mato Grosso, tinha bom gosto. Não foi apenas o ouro do Brasil. Foi também a procura dos melhores artistas e das comodidades mais modernas da altura que o levou a construir um solar cheio de encantos. Luis de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres mandou construir a Casa da Ínsua,…

Ler Mais

Museu dos Descobrimentos em Belmonte

Belmonte, a terra natal de Pedro Álvares Cabral, evoca em vários lugares da vila o descobridor do Brasil. Um deles é o panteão dos Cabrais, ao lado da capela da família e do castelo. No entanto, a terra dos Cabrais evoca o descobridor do Brasil em mais espaços. Na rua principal está uma estátua de…

Ler Mais

A penitência franciscana dos Terceiros

No próximo domingo, dia 8 de março, realiza-se em Ovar uma das celebrações religiosas mais relevantes da cidade. Iguais há poucas em Portugal.           Procissão em Ovar ©CM Ovar É a procissão dos Terceiros que em Câmara de Lobos, na Madeira, se chama de Cinzas porque se realizou na quarta-feira de cinzas. Na Ribeira Grande…

Ler Mais

“Onde fica a Escola de Sagres e a casa do Infante?”

O Infante D. Henrique nasceu no Porto há 626 anos. Em 4 de março de 1394. É uma figura destacada na história portuguesa. São muitos os retratos que lhe fizeram e alguns não correspondem à imagem oficial que foi criada. É mesmo dissonante. É afirmado que foi comerciante de escravos em Portugal, que foi hábil…

Ler Mais

O entrudo nas aldeias de xisto de Góis

Este Domingo, a partir das 8h, começa a Corrida do Entrudo em quatro aldeias de xisto do concelho de Góis. O ponto de encontro é na Aigra Nova onde a Lousitânea tem a sede e um ecomuseu. A Lousitânea, Liga de Amigos da Serra da Lousã, é quem organiza a Corrida do Entrudo que há…

Ler Mais

Brincas carnavalescas de Évora

As Brincas carnavalescas de Évora são um exclusivo do concelho. É uma tradição popular, dos bairros periféricos da cidade, e uma forma de assinalar o carnaval com teatro popular que vai para a rua contar uma história, o fundamento. Cármen Vizinha é quem os escreve para o grupo do Rancho Folclórico Flor do Alto Alentejo…

Ler Mais

Butelo e casulas: da mesa dos remediados a ícone de Bragança

O prato de butelo com casulas faz parte do roteiro gastronómico de Bragança e até marca a ementa de um festival gastronómico. 7No entanto, na Terra Fria, o butelo e as casulas eram a alternativa dos remediados que matavam o porco em dezembro ou Janeiro e conservavam as carnes até ao Carnaval em que o…

Ler Mais

A moda e os amores no Museu de Serra d’ El-Rei D. Pedro I

O amor lendário é evocado no Museu Serra DÉl-Rei D. Pedro I. É uma instalação pequena mas acrescenta algumas leituras à lenda de D. Pedro e Inês de Castro que remonta ao século XIV, quando o Justiceiro, ou o Cruel, andou por aqui. “Desenvolvemos este projeto que visa divulgar a história e a nossa identidade.…

Ler Mais

O Amor Inseparável de Pedro e Inês em Moledo

O Paço de Moledo, no concelho de Lourinhã, foi residência de Dona Inês durante sete anos. Após o exilio em Castela em 1345. D. Pedro costumava ir ao Paço de Serra De El-Rei e escapava-se às escondidas do pai para Moledo, ao encontro da sua apaixonada. Em Moledo Inês foi mãe de três filhos (de…

Ler Mais

Pedro e Inês nos jardins da Quinta das Lágrimas

Coimbra tem mais encanto na hora dos amores e das lágrimas de Inês de Castro. A lenda de Pedro e Inês marca a cidade. Entre outras referências há o Jardim Quinta das Lágrimas com as fontes imortalizadas por Luís de Camões. Relativamente próximo podemos passear pela ponte pedonal Inês e Pedro, o conjunto escultórico Sob…

Ler Mais

Popias alentejanas

Um dos doces regionais do Alentejo mais simples de fazer e que casa bem com um café ou um chá são as popias. Os ingredientes base são a habitual farinha de trigo e a massa leva um pouco de vinho branco. Tem um formato de argola. Encontramos no Alentejo com uma grande diversidade de sabores.…

Ler Mais

Nem a morte serenou a amada de Camões

É na igreja do Convento do Beato que estão os restos mortais de Violante Andrade, a ama por quem Camões se apaixonou e que lhe marcou a vida. Fica na Alameda do Beato, em Lisboa.

Ler Mais

Constância a Vila Poema de Camões

Camões antes de ir para Ceuta terá estado em Constância. Na sua poesia fala no Tejo e no Zêzere.

Ler Mais

A arte das tesouras de Mateus Miragaia

Mateus Miragaia é o único ferreiro que em Portugal ainda faz tesouras de tosquia.

Ler Mais

Capa de Honras e da identidade mirandesa

Um dos ícones de Trás os Montes é a Capa de Honras Mirandesa. Não é uma peça de vestuário comum. Tem uma forte carga simbólica.

Ler Mais

Capote alentejano – um dos ícones do Alentejo

O uso do capote está de novo na moda. Ultrapassa identidades regionai, ganhou urbanidade e passagem por ruas de capitais europeias.

Ler Mais

Traje de pastor da serra da Estrela

O burel reinventou-se e conquistou lugar na passerelle da moda.

Ler Mais

Queijo serra da Estrela

No universo rural fecha-se agora um ciclo. Com a apanha da azeitona, por estes dias, encerram as colheitas e faz-se uma pausa. Na pastorícia é diferente.

Ler Mais

Centro de ciência e história do café que “anda ligada com Campo Maior”

“As pessoas sabem que café, Campo Maior e Espanha está tudo ligado.”

Ler Mais

A ameixa de Elvas (e o sericaia)

Há um doce que entra na mesa de Natal e que, felizmente, podemos saborear quase todo o ano acompanhado de sericaia. É a ameixa de Elvas.

Ler Mais

Lampantana “cuisine”

m Mortágua a gastronomia vai ao forno com a História e resulta um prato mais apreciado pelo sabor do que pela veracidade do tempero.

Ler Mais

As hortas do planalto mirandês

Uma viagem pelo planalto da Terra de Miranda projeta-nos a memória de espaços rurais com parcelas agrícolas e as pequenas hortas junto às casas no interior das aldeias.

Ler Mais

Mario Estanislau – a arte de construir e tocar gaita de foles

A gaita-de-foles tem um som único. O fole dá magia ao ar e uma identidade inconfundível. Em Portugal há cada vez mais gente a tocar.

Ler Mais

Ângelo Arribas de músicas

Ângelo Arribas vive na Freixiosa, no concelho de Miranda do Douro, e é uma das pessoas mais conhecidas da música tradicional mirandesa.

Ler Mais

Viola beiroa e das curvas perfeitas

Tem o nome de viola beiroa porque os últimos registos e a sua revitalização têm lugar essencialmente nos concelhos de Castelo Branco e Idanha a Nova.

Ler Mais

Um abraço da altura da Marofa

A serra da Marofa é o ponto mais alto das terras de Riba-Côa.

Ler Mais

As serras vizinhas da Porra e das Mesas

A Serra das Mesas e a Serra da Porra pertencem à Malcata. Por motivos vários, essencialmente devido à morfologia de cada uma delas, são conhecidas como se tivessem identidade própria.

Ler Mais

Chãs d’Égua e de gravuras rupestres

Uma caminhada na Serra do Açor com vista para gravuras com quase cinco mil anos é a proposta do Centro Interpretativo de Arte Rupestre em Chãs d’Égua, próximo do Piódão.

Ler Mais

Foia – a varanda do Barlavento Algarvio

A Foia, no alto da serra de Monchique, é a varanda do Barlavento Algarvio. Com boas condições atmosféricas consegue-se ver a linha costeira de Portimão e Sagres.

Ler Mais