Quem quer casar com o Rei D. Sebastião?

A imagem do rei D. Sebastião acompanhado de um cão é, sem dúvida, um dos retratos mais conhecidos em Portugal. Tem igualmente uma forte carga mitológica associada ao “desejado”.Mas, quando foi feito o retrato, sete anos antes da morte de D. Sebastião em Alcácer Quibir, em 4 de Agosto de 1578, o objetivo era outro.…

Ler Mais

Com esta praia fluvial até o Castelo fica Novo

Surpresa!. Nada faz esperar uma praia fluvial, um curso de água fluido em pleno verão e um ambiente de lazer e fresco, perante a aridez da serra. A praia fluvial Castelo Novo é um oásis na serra da Gardunha. Quando nos aproximamos de Castelo Novo sentimos a secura da serra. A Penha e um manto…

Ler Mais

Berlengas: não há outra praia tão natural e à noite passeia e dorme à luz da lanterna

“Ao mesmo tempo fantasmagóricas e reais, de sonho e de granito, vejo-as sempre como a primeira estação da longa via-sacra que tivemos de percorrer através do grande Oceano. Do alto do seu dorso nu, os Farilhões, que ao longe sucessivamente vão mergulhando e emergindo das ondas, lembram-me irresistivelmente uma frota alinhada e aventureira a caminhar…

Ler Mais

Praia Fluvial de Santa Clara numa das maiores albufeiras da Europa

No maior concelho português temos uma das maiores albufeiras da Europa. A grandeza fica completa se acrescentarmos que a barragem de Santa Clara é um reconfortante paraíso na torreira do Verão alentejano. O espelho de água fica no interior do concelho de Odemira, a povoação mais próxima é Santa Clara-a-Velha e toda a área envolvente…

Ler Mais

Um Poço Azul e de encantos naturais em São Pedro do Sul

O Poço Azul é uma obra inacabada da Natureza. É um refúgio em construção há milhares de anos e que está em permanente evolução.Fica perto de Sobrosa, no concelho de São Pedro do Sul. A ribeira da Landeiras na ânsia de se juntar ao rio Vouga, passa por caminhos estreitos, selvagens, ultrapassa rochas graníticas, vai…

Ler Mais

Praia fluvial de Valhelhas: a banhos na serra da Estrela

A caminho de Manteigas, numa das entradas da serra e já com a altitude nos 521 metros, vamos refrescar-nos no meio da natureza. A praia fluvial de Valhelhas é das primeiras a tirar proveito da frescura das águas do Zêzere. O rio aqui ainda é jovem. A nascente fica um pouco mais acima, não muito…

Ler Mais

Praia Fluvial da Congida – um mergulho no Douro na terra quente trasmontana

Um oásis na “terra quente” transmontana. Na praia fluvial da Congida refrescamo-nos no rio Douro, descansamos à sombra num relvado, descobrimos de barco o rio e podemos saborear peixes do rio. O que impressiona logo à primeira vista é a paisagem. O rio Douro espraia-se, o vale é profundo, mas não é encaixado como uns…

Ler Mais

Vide está no melhor de dois mundos

Vide é um breve ponto de passagem entre as serras do Açor e da Estrela e faz também a ligação entre os vales e alguns dos lugares mais altos de Portugal. Conjuga ainda a natureza do xisto com a montanha de granito. Está no melhor de dois mundos. O elo de ligação é uma bonita…

Ler Mais

Atravessar as Portas de Ródão

O geomonumento Portas de Ródão em Vila Velha de Ródão.

Ler Mais

Os segredos de Santa Maria que foi ilha duas vezes

A ilha de Santa Maria tem seis milhões de anos e é a mais velha do arquipélago dos Açores. Na verdade, já foi duas vezes ilha. Na primeira vez tinha a forma de vulcão. Com o fim da actividade vulcânica e com a erosão marítima transformou-se num banco submarino. Neste período desapareceu completamente e houve…

Ler Mais

Vulcão dos Capelinhos – a inédita e mais recente paisagem em Portugal

O vulcão dos Capelinhos é uma paisagem sem paralelo em Portugal e até em todo o oceano Atlântico. Cerca de 2 km2 de terra que têm 60 anos. Agiganta-se o farol no meio da areia escura e fina. É um manto negro que ondula em direção ao mar. Ganha maior densidade quando nos aproximamos da…

Ler Mais

A misteriosa Necrópole de Carenque

A região de Carenque, próximo de Lisboa, é um livro de História. Um dos registos mais antigos é o das pegadas dos dinossauros de há 90 milhões de anos. Mais próximo de nós, mesmo assim, há cerca de seis mil anos, temos a Necrópole de Carenque ou do Tojal de Vila Chã. São três grutas…

Ler Mais

Ver e participar em trabalhos de arqueologia: desenterrar mortos da nobreza e do povo em Sarilhos Grandes

Vamos descobrir os segredos de Sarilhos Grandes. Ver e participar na descoberta. Mesmo sem termos grandes conhecimentos de arqueologia podemos contribuir para a revelação da necrópole de Sarilhos Grandes, numa ermida e em redor da igreja de S. Jorge. Os trabalhos arqueológicos são retomados a 13 de Julho e devem terminar no inicio de Outubro.…

Ler Mais

A gruta do Escoural da natureza e de caçadores

A Gruta do Escoural é um dos refúgios da nossa história e um encanto pela beleza natural do calcário que se mostra robusto em algumas partes, noutros cantos os pedaços estão num equilíbrio periclitante e no tempo de chuva revela que é um abrigo com muitas fissuras. O espaço não é muito grande. A gruta…

Ler Mais

O gracioso Cromeleque de Vale Maria do Meio

O Cromeleque de Vale Maria do Meio é um lugar onde podemos sorrir e ficar serenos com a história dos nossos antepassados. Um passado longínquo. Há 7 a 8 mil anos. Alguns dos 34 menires do cromeleque têm um aspeto gracioso, outros são mais pequenos e com formas distintas e na região de Évora até…

Ler Mais

O solstício de Verão no Cromeleque dos Almendres, o maior da Península Ibérica

O Crolmeque dos Almendres, no concelho de Évora, tem 94 menires e é o maior da Peninsula Ibérica.

Ler Mais

Uma Gargantada de aquedutos

O aqueduto da Gargantada “dá nas vistas” à entrada da Amadora mas é obrigatório descobrir o ponto de partida, em Belas. Pelo enredo “hidráulico”. Em primeiro lugar a estrada chama-se das “Águas Livres”. Depois, o roteiro é aparentemente simples, seguir o aqueduto da Gargantada até ao Palácio de Queluz, mas é muito enganador. Encontramos um…

Ler Mais

Aqueduto das Águas Livres tem o maior arco de pedra em ogiva do mundo

O Aqueduto das Águas Livres foi construído tardiamente, rapidamente se percebeu que era insuficiente para resolver o problema da falta de água em Lisboa, mas é uma das obras que marca a cidade. A monumentalidade em Alcântara é esmagadora. Os arcos atravessam o vale numa extensão de 940 metros e, conforme salienta Mariana Castro Henriques,…

Ler Mais

O belo e monumental aqueduto da Amoreira em Elvas

Poucas construções em Portugal marcam tanto a imagem de uma cidade como o aqueduto da Amoreira em Elvas.Disputa a atenção na paisagem urbana com fortes e muralhas. No vale de S. Francisco torna-se absolutamente dominante porque os arcos ultrapassam os 30 metros de altura.São, a par do Forte da Graça que se ergue vigilante num…

Ler Mais

Artesanato de junco de Coz

Artesanato de junco em Coz, concelho de Alcobaça. Na adega das monjas. Coz arte visa divulgar a arte que corre o risco de desaparecer.

Ler Mais

A sedução das cerejas

Esta é a época das cerejas. Vai, o mais tardar, até Agosto. Mas, este ano, não tem sido um processo fácil. O tempo não ajudou na produção e a pandemia dificulta o escoamento da pouca que, em algumas zonas, se salvou da intempérie do final de Maio. Um contexto que reforça uma atitude solidária e…

Ler Mais

“Alma até Almeida”, a fortaleza do tempo

Almeida mantém-se como uma vigorosa fortaleza. No passado, a estrutura em hexágono protegia da guerra, dos invasores espanhóis e franceses. Hoje, a muralha preserva a identidade e um fabuloso património. Almeida fica numa zona plana e só temos uma perceção clara da vila quando nos aproximamos da praça-forte. As elevações, os canhões, o enorme fosso……

Ler Mais

Marvão a vila fortaleza

Marvão não tem uma fortaleza. O próprio local já é uma fortaleza! Está no topo de um monte com 860 metros de altitude e com encostas escarpadas. Rochas enormes em posição vertical e que foram muito mais eficazes que as construções defensivas. A fortaleza é em primeiro lugar uma obra da natureza. As enormes muralhas…

Ler Mais

Elvas “a chave do reino”

Elvas tem o maior sistema de defesa com baluartes do Mundo e, recorrendo a uma metáfora, podemos dizer que é uma cidade à prova de bala ou a tiro de canhão. Na ficção científica, seria “a base da Guerra das Estrelas”. Passo a citar que conhece bem a cidade, Margarida Ribeiro: “Elvas é uma cidade…

Ler Mais

Rio Sado – uma reserva natural que corre para Norte

O Sado é um rio tipicamente alentejano. Resiliente, sereno e de convicções fortes. De tal modo que é dos poucos rios portugueses que corre de Sul para Norte.Nasce no Baixo Alentejo, na serra da Vigia, próximo de Ourique. Percorre depois 180 km pelo Alentejo Litoral até desaguar no oceano em Setúbal. Pelo caminho alimenta a…

Ler Mais

A confluência de Soure

Rios que correm para Norte juntam-se em Soure e ganham força até à confluência com o Mondego. A mesma função teve o castelo que pertencia à linha de defesa de Coimbra. Os rios Anços e Arunca mostram maior resistência e, por vezes, maior rebeldia ao controlo dos homens com inundações em áreas habitadas e estradas.…

Ler Mais

Pêro da Covilhã – o rosto do maior espião português

Há dois lugares onde podemos ver o rosto do maior espião português. Um deles é no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa. É um dos notáveis dos Descobrimentos, mesmo ao lado da Bandeira da Ordem de Cristo e sétimo no alinhamento atrás do Infante D. Henrique. O outro lugar é onde se atribui ser a sua…

Ler Mais

Alares – guerra e paz nos montes

Alares, no concelho de Idanha-a-Nova está abandonada. Foi na sequência da Guerra dos Montes.

Ler Mais

Os confins de Donfins

Donfins é uma aldeia bonita mas com pouca gente. É um museu ao vivo. Pertence à freguesia de Jarmelo de S. Pedro, concelho da Guarda

Ler Mais

A bela e enigmática Centum Cellas

Centum Cellas, no concelho de Belmonte, é um enigma. A torre é de origem romana e guarda um mistério dificil de descobrir. Bela para fotografia.

Ler Mais